06/08/2018   -   Fonte: https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/milh

Demanda forte pelo milho americano segue dando sustentação aos preços em Chicago

A sessão da última sexta-feira (3) foi positiva para os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago e o movimento positivo segue na abertura dos negócios desta semana, porém com ganhos mais tímidos. Por volta das 9h22 ( horário de Brasília) o dezembro/18, que é atualmente o mais negociado,trabalha com US$ 3,84 por bushel leve correção de 0,5 pt. Os futuros de setembro tem negócios a US $ 3,70 com elevação de 0,75 pts e o vencimento Março/2019 sobe 0,25 pts a US $ 3,95.

A semana anterior registrou sólida demanda de exportação ajudando a proteger os preços.  As ofertas de base de milho nos EUA caíram de 1 a 5 centavos em várias localizações do meio-oeste , depois que os preços futuros estimularam a participação dos produtores rurais .

Uma pesquisa exclusiva da Farm Futures conclui que o atual potencial de produção de milho está em 175,4 bushels por acre - pouco abaixo do recorde alcançado em 2017. Com uma área também reduzida, isso pode resultar em uma produção total de cerca de 14,36 bilhões de bushels (355,62 milhões de toneladas) .

A Informa Economics, entretanto, manteve-se firme nas suas previsões de rendimento de milho de 2018 nos EUA, estimando rendimentos de 176,0 bpa e uma produção total de 14,392 bilhões de bushels (365,58 milhões de toneladas).

Exportadores privados relataram a venda de 5,1 milhões de bushels de milho para origens opcionais ao Vietnã para o ano comercial de 2018/19, que começa em 1º de setembro.

Uma onda de calor que recentemente desceu sobre a França fez a consultoria FranceAgriMer novamente rebaixar sua avaliação da qualidade do milho, estimando que 66% do milho do país está em boa a excelente condição em 29 de julho, comparado a 71% na semana anterior e 79% ao ano atrás.

Demanda forte pelo milho americano segue dando sustentação aos preços em Chicago

Publicado em 06/08/2018 09:09 e atualizado em 06/08/2018 09:47
1
34 exibições

A sessão da última sexta-feira (3) foi positiva para os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago e o movimento positivo segue na abertura dos negócios desta semana, porém com ganhos mais tímidos. Por volta das 9h22 ( horário de Brasília) o dezembro/18, que é atualmente o mais negociado,trabalha com US$ 3,84 por bushel leve correção de 0,5 pt. Os futuros de setembro tem negócios a US $ 3,70 com elevação de 0,75 pts e o vencimento Março/2019 sobe 0,25 pts a US $ 3,95.

A semana anterior registrou sólida demanda de exportação ajudando a proteger os preços.  As ofertas de base de milho nos EUA caíram de 1 a 5 centavos em várias localizações do meio-oeste , depois que os preços futuros estimularam a participação dos produtores rurais .

Uma pesquisa exclusiva da Farm Futures conclui que o atual potencial de produção de milho está em 175,4 bushels por acre - pouco abaixo do recorde alcançado em 2017. Com uma área também reduzida, isso pode resultar em uma produção total de cerca de 14,36 bilhões de bushels (355,62 milhões de toneladas) .

A Informa Economics, entretanto, manteve-se firme nas suas previsões de rendimento de milho de 2018 nos EUA, estimando rendimentos de 176,0 bpa e uma produção total de 14,392 bilhões de bushels (365,58 milhões de toneladas).

Exportadores privados relataram a venda de 5,1 milhões de bushels de milho para origens opcionais ao Vietnã para o ano comercial de 2018/19, que começa em 1º de setembro.

Uma onda de calor que recentemente desceu sobre a França fez a consultoria FranceAgriMer novamente rebaixar sua avaliação da qualidade do milho, estimando que 66% do milho do país está em boa a excelente condição em 29 de julho, comparado a 71% na semana anterior e 79% ao ano atrás.

A China vendeu outros 33,7 milhões de bushels de suas reservas de milho no leilão de sexta-feira, o que representa cerca de 21,6% do total disponível para venda.

Durante a semana anterior, os especuladores de milho cortaram sua posição líquida vendida em 80.948 contratos, reduzindo para 63.633. 

Mercado Brasileiro

No mercado futuro brasileiro, os preços do milho também fecharam o pregao desta sexta-feira em alta, apesar da baixa forte do dólar. Os ganhos entre as posições mais negociadas foram de 0,27% a 1,83%, com o setembro/18 fechando com R$ 41,39 por saca. 

A exceção ficou por conta do março/19, que cedeu 0,28%, para R$ 42,78. 

Entre os preços do mercado físico, apenas algumas praças de comercialização terminaram o dia com variações, enquanto a maioria terminou os negócios desta sexta com establidade. Nos portos, a situação foi semelhante, e o terminal de Paranaguá conseguiu manter os R$ 40,00 por saca no disponível. 

 A moeda norte-americana perdeu mais de 1% para fechar com R$ 3,70 e acumular, na semana, uma baixa de 0,29%. 

Tags:
 
Fonte: Notícias Agrícolas