Notícias

22/07/2021 - Fonte : AgroLink

Milho: B3 “flerta” com R$ 100,00 por saca

Na terceira sessão consecutiva de altas, o mercado futuro de milho de São Paulo voltou a flertar com os R$ 100,00 por saca e os ganhos seguiram expressivos, ainda com as preocupações climáticas e pouca oferta em um mercado nacional. As informações foram divulgadas pela TF Agroeconômica. 

“Ontem  falamos  aqui  e  vale  lembrar:  em  relação  às exportações,  a  ANEC  estima  uma  alta  no  comparado mês  a  mês  durante  julho,  mas  estas  ainda permanecem  em  ritmo  lento,  o  que  leva  traders  e analistas  a  duvidarem  dos  números.  Segundo  a entidade,  é  esperado  um  total  de  3,195  milhões  de toneladas em julho, o primeiro mês com entrada mais significativa,  devido  à  safrinha.  Muitas  recompras (wash-outs) estão sendo feitos no Rio Grande do Sul, melhorando levemente a oferta interna. Nos  fechamentos  do  dia,  os  vencimentos  se estabeleceram  conforme  se  segue:  setembro  a  R$98,50 ( 1,47%); novembro a R$ 99,29 ( 1,31%); janeiro a R$ 100,00 ( 1,11%) e março a R$ 99,50 ( 0,10%)”, comenta. 

Em Chicago os futuros ficaram estáveis com o etanol dos EUA enfrentando Senado norte-americano. “Pouca  mudança.  As  perspectivas  climáticas  na  América  do  Norte  continuam  a  apoiar  os  preços.  As  previsões mantêm  um  cenário  de  chuvas  abaixo  do  normal  e  altas  temperaturas.  O  mercado  aguarda  dados  sobre  a evolução da demanda externa”, completa. 

“Os  futuros  do  milho  registraram  ganhos  no  início  da sessão, mas recuaram à  medida que o fim  da sessão se  aproximava,  deixando  setembro  modestamente mais baixo, com queda de um centavo, a $ 5,71/bu às 1300 horas do leste.  Paralelamente,  dezembro  foi  ligeiramente  superior, subindo  pouco  menos  de  um  centavo,  para  US$ 5,66/bu,  já  que  o  complexo  de  futuros  conseguiu manter um certo grau de estabilidade”, conclui.