Notícias

16/07/2021 - Fonte : AgroLink

5 fatos do agro para acompanhar em Agosto

As exportações brasileiras do agronegócio cresceram 25% em junho, um desempenho excepcional, destaca o professor Doutor Marcos Fava Neves. “Atingimos US$ 12,1 bilhões, contra US$ 9,7 bilhões de junho de 2020. Mesmo os volumes tendo caído 4%, os preços estão em média 30,4% maiores”, aponta o chamado “Doutor Agro”. 

“As importações cresceram para US$ 1,28 bilhão, deixando então um superávit de R$ 10,8 bilhões. Nestes números, os destaques vão para a cadeia da soja, que cresceu 24% chegando a US$ 6,2 bilhões, sendo US$ 5,3 bilhões de soja grão. Carnes também cresceram aproximadamente 27% em junho, indo a US$ 1,8 bilhão”, acrescenta ele.
"A previsão de crescimento na produção da soja para o Brasil é de 17% (de acordo com o relatório “OECD-FAO Agriculture Outlook”), e as exportações devem seguir o mesmo ritmo. Além do mais, o estudo indica que até 2030, cerca de 50% do comércio mundial de soja serão feitos pelo Brasil. A China será responsável por importar 2/3 do total global, cerca de 108 milhões de toneladas", conclui Fava Neves que é titular da USP em Ribeirão Preto e da EAESP/FGV, além deespecialista em planejamento estratégico do agronegócio.
Confira abaixo os “cinco fatos do agro” que, na visão do especialista, merecem ser acompanhados no mês de Agosto:

    1. A colheita do milho segunda safra e o volume produzido, o avanço das exportações de grãos do Brasil e o abastecimento interno;

    2. A evolução dos custos para o plantio da safra 2021/22, as decisões de compra e venda;

    3. A crise hídrica e as medidas a serem tomadas; 

    4. O câmbio e as perspectivas econômicas com a aceleração da vacinação; 

    5. O andamento da safra americana. As condições das lavouras de milho nos EUA melhoraram e chegaram a 65% de bom e ótimo com temperaturas mais amenas e boas chuvas. Agora esperar o clima em julho/agosto, que pode esquentar demais e ficar seco.